quarta-feira, 8 de outubro de 2008

AS MARCAS


Responde para ti mesmo:
- Qual a mensagem que esta foto te transmite?
Sem muito esforço perceberás que a nossa vida é construída, “entalhada”, no dia-a-dia. Estamos sempre a “esculpir” a nossa história.
Às vezes com muita dor… Mas um novo ser pode nascer a cada instante, se tu desejares e permitires.
Já reparaste que na fotografia não há ninguém a ajudá-la a esculpir o próprio “corpo”.
A nossa vida é exactamente assim, no final teremos que prestar contas do que nós fizemos a nós próprios. Já de seguida teremos um novo dia, e isso por si só já significa uma grande novidade, um grande presente.
Essa nova manhã, não tem nada a ver com a manhã de ontem, afinal a manhã de ontem não nos trás nada de novo, já passou, não pode ser alterada. O tempo segue o seu curso irreversível, enquanto nós vamos criando marcas e actos para escrever a nossa história.
“O tempo não pára, e no entanto ele nunca envelhece”
O tempo é o produto mais perecível que existe.
Por isso actua, usa a tua energia para agires bem, usa todos os canais de percepção para contemplares bem, contemplares o belo, o bom.
“Tu tens todo o tempo à tua frente”
Preenche todo esse tempo de momentos de significados e sentimentos especiais. Deixa fluir a tua alegria de viver, esquece as preocupações e amarguras.
Nunca percas tempo com coisas que não queres que aconteçam, assim elas não vão mesmo acontecer, acredita nisso.
Ao contrário ocupa todo o teu espaço mental com coisas que queres que aconteçam e assim ficas mais próximo dos sonhos.
Assim, quando te dispões a viver bem e alegre, além de viveres intensamente a tua vida, irás contagiar todos à tua volta.
Tens que ser o escultor da sua existência, procura “esculpir” bem o teu dia-a-dia.
Faz da tua vida aos olhos do Mestre uma “obra de arte”.

3 comentários:

Hermínia Nadais disse...

Marcas!... A vida tem marcas indeléveis... pássaros maravilhosos que um dia chilrearam connosco e partiram para outras paragens.
Não sei porquê, Caminhante, mas quando os textos que aqui leio são escritos por si têm um sabor tão especial... tocam tão fundo... têm algo de divino... ao lê-los, escuto interiormente a voz da pessoa mais doce e mais amiga que encontrei na vida.
Que saudade!...
Obrigada amigo Caminhante! Não há palavras para lhe agradecer o que sinto.
Beijo

Caminhante disse...

Olá Hermínia
Mais uma vez obrigado pelas suas palavras tão amigas e tão lisonjeiras.
São estas provas de amizade e reconhecimento que nos fazem acreditar que esta caminhada pelo percurso que nos foi destinado, vale a pena...
Minha amiga as suas palavras fazem-me sempre ter presente um grande verdade:
"Prefiro que me digas umas palavras de alento agora que estou vivo, do que um discurso fastidioso quando eu morrer".
Bem haja Hermínia, amiga de sempre.

jacker disse...

Although we have differences in culture, but do not want is that this view is the same and I like that!
age of conan power leveling