quarta-feira, 12 de dezembro de 2007

CARTA PARA UM FILHO QUERIDO

Meu querido filho
Há um momento na vida em que pensamos que chegámos ao limite das próprias forças e que não vamos conseguir avançar mais.

Quando não contemos as lágrimas (e nem as devemos conter!) e tudo nos parece vazio...
Nesse momento, pensamos que já é o fim... e um desânimo enorme toma conta da nós...
Esse momento, ao contrário do que parece, é justamente o ponto de partida!!!
É humano, às vezes sentires-te fragilizado e perdido no turbilhão de emoções e não reagires à evidência das situações que não quereres admitir, mas que sabes que são reais, seria desumano parares por aí, e não mudares o rumo da tua vida.
Seria injusto, para os que te rodeiam e te amam, os teus pais, os teus familiares, os teus verdadeiros amigos, mas principalmente serias injusto contigo mesmo.
Ergue-te! Tens-nos sempre contigo.
Não percas a dignidade, não te julgues inferior, não te submetas a qualquer chantagem ou ameaça.
Tu és um ser maravilhoso. Tão maravilhoso que não sentes o mal que te rodeia.
Se tiveres que voltar ao ponto de partida. Volta filho, por vezes para avançarmos um passo temos que retroceder dois, temos que recomeçar uma nova etapa.
Recomeçar é a palavra!
Recomeçar novamente, a cada queda, a cada fim de uma estrada! Insistir!...
Se alguém te feriu, cura-te!
Se alguém te derrubou, levanta-se!
Se alguém te atraiçoa, dignifica-te!
Ergue-te! Ergue a cabeça!
Olhando para baixo só podes ver os teus próprios pés, e o passado.
É preciso olhar para a frente.
É sempre possível fazer mais alguma coisa na vida, é sempre possível tirar os espinhos do coração!
Se somos donos das nossas vitórias, temos que assumir as nossas derrotas.
Onde erras-te, não erres mais!
Onde cais-te, não caias mais!
Quando passamos por determinado caminho, devemos aprender a evitar as suas armadilhas.
Levanta a cabeça e segue!
Dá o primeiro passo... depois caminha!!!
Tenho certeza que a felicidade não mora ao teu lado, nem à tua frente, ela está dentro de ti!
Só precisas de encontrá-la.
Não te esqueças duma grande promessa feita por Jesus: "Esforça-te e eu te ajudarei."
O teu Pai que te ama muito.
(Carta escrita ao meu filho, numa face difícil da sua vida. Caminhante 13/01/2007)

4 comentários:

Salete Lemos disse...

Caminhante
Muito linda a carta para teu filho.
Parabéns.
Coloquei o link do teu blog no meu blog.
Abraços.

Caminhante disse...

Salete
Obrigado pela atenção
Um abraço

Jianes Méris disse...

Caminhante,

dizes q. escreveste esta carta a teu filho amado. Pode ser...mas não creio!
Nesta, DEUS te usou pra dizer a todos nós, o q. só uma pai amoroso pode dizer a filhos humanos, demasiado humanos como nós. E Ele te disse isso tantas e tantas vezes q. aprendestes e por gratidão a Ele, repartistes este saber motivado pelo Amor q. só se devota aos q. são filhos mais da alma q. do corpo. Tudo isso te digo, por q. ao ler esta carta não pensei em ti nem em teu filho amado, mas em mim (quanto egoismo) e que estas tuas palavras seriam as q. nosso Pai me diria, na realidade nos diz o tempo todo.
Se eu cá estou a me emocionar, imagino o quanto teu filho ficou feliz ao receber de ti, tanto amor.
Obrigada por repartir, obrigada por ser fraterno.

Abraços fraternos.

Jianes Méris - Candiota/Brasil

CAMINHANTE disse...

Amiga Jianes
Obrigado pelas palavras tão lindas e que emocianaram tanto.
Amiga um abraço fraterno